Ah… As expectativas!

Difícil, extremamente difícil gerenciar expectativas. A moda atual é: não tenha expectativas, mas, pensando bem, quem consegue anular todas as expectativas da vida? Por mais que se tente anular suas próprias expectativas, ainda existe as expectativas de outras pessoas para serem gerenciadas. Essas colocadas sobre você, sem nenhuma permissão.
Sempre afirmo para todos que o grande problema dos relacionamentos hoje em dia gira exatamente em torno disso. Colocar expectativas demais em pessoas e coisas que não resultam em nada. Ou melhor, em nada do que você esperou. Aí, mais uma frustração para a conta da vida.
Quando aprendemos ou, melhor, desaprendemos a inventar histórias ideais, imaginar resultados maravilhosos e esperar tanto de nós, dos outros e de eventos, passamos a lentamente ser mais conscientes do quanto nutrir expectativas pode ser prejudicial (a todos).
A expectativa
Ah… As expectativas!
Ao fazer esse exercício que nem é diário, é quase por minuto, também nos tornamos conscientes das expectativas que os outros colocam sobre nós. E, se alguém já passou por isso, assim como eu, pode afirmar ‘isso dói’. Dói porque entendemos que, na maioria das vezes, não conseguiremos responder a tal expectativa e que frustraremos muitas vezes pessoas que amamos bastante. Oferecer um diálogo aberto com essa pessoa muitas vezes pode ser difícil, mas é um caminho para tornar a relação mais compreensível.
O grande problema é que a maioria das expectativas são ou sutis demais ou não comunicadas de maneira total. São pequenas frases, perguntas e opiniões que para quem está tentando se livrar disso, é facilmente captado. E, em se tratando de relações familiares, essas expectativas podem ser nutridas desde muito cedo, o que dificulta a percepção de prejudicial, porque acaba sendo a maneira que a pessoa sempre lhe tratou.
Se dialogar não gerar resultado, tente a todo momento, não se culpar por não corresponder as expectativas de pessoas próximas. Já é bem difícil gerenciar suas próprias expectativas, então, tente entender, de uma vez por todas que as expectativas são problemas de quem as cria. E você, definitivamente, não necessita responder as expectativas impostas por outras pessoas. Principalmente as mais complicadas e que implicam muito em que você é e em que acredita. As vezes, pequenas expectativas são fáceis de lidar, mas quanto mais se cede, para pessoas extremamente exigentes, mais elas querem. Por isso, tome cuidado e entenda seus limites.
Para finalizar, compartilho:
“Eu faço minhas coisas, você faz as suas
Não estou neste mundo para viver de acordo com suas expectativas
E você não está neste mundo para viver de acordo com as minhas
Você é você, e eu sou eu
E se por acaso nos encontramos, é lindo
Se não, nada há a fazer.”(Fritz Perls)
Bruna Costa.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s